Como calcular o acerto trabalhista


3154003517_8a5891c3b7

As relações de trabalho entre o empregador e empregado podem ser rescindidos a qualquer momento. Isso ocorre por diversos motivos, ou a empresa não está satisfeita com os seus serviços, ou o empregado não se adaptou ao ambiente. É natural acontecer isso, pois, ninguém é obrigado a ficar em um lugar que não quer.

Quando acontecer de ou um ou outro querer rescindir o contrato, ocorre o acerto trabalhista. Momento em que se observa quais os direitos que o empregado possui de acordo com o tempo de trabalho em que estava na empresa. Esse acerto pode ser feito entre ambos, mas, se houver algum problema, será dado entrada para a resolução na Justiça do Trabalho. O qual decide os valores concernentes ao direito trabalhista na forma de Lei.

6829381157 8edcb521e51 Como calcular o acerto trabalhistaVictor1558/Flickr

Por isso, é muito importante que esse acerto trabalhista esteja correto e de acordo com o que o empregado tem por direito. Com base nisso, veja como é possível fazer o acerto trabalhista de maneira clara e objetiva. Aprenda como calcular com toda facilidade e tenha em mãos tudo que você precisa para fazer o cálculo certo. Confira mais informações a seguir.

Como Calcular Acerto Trabalhista

Há diferentes tipos de acertos trabalhistas. O cálculo vai depender do tipo de desligamento que o empregado teve.Tem o término de contrato de trabalho, dispensa sem justa causa, pedido de demissão, dentre outras. Esses são os mais comuns e que você deve saber acima de tudo. Veremos cada um deles detalhadamente, confira a seguir:

Término de contrato de trabalho

A duração do término de contrato são de 90 dias. Portanto, ele terá direito aos seguintes valores:

- 3/12 avos de 13° salário, 3/12 avos de férias, 1/3 sobre as férias, saldo de salário, FGTS de 3 meses que trabalhou;

Dispensa sem justa causa

Para a dispensa deve-se considerar o tempo em que o empregado ficou na empresa. Veja a seguir:

- 13° salário, férias, 1/3 sobre as férias, saldo de salário, FGTS do período que o empregado ficou na empresa, multa rescisória, se ficou acima de 6 meses tem direito ao seguro desemprego;

Pedido de demissão

O pedido de demissão é aquele feito pelo próprio empregado e de próprio punho. Veja a seguir:

13° salário, férias, 1/3 sobre as férias, saldo de salário.

Calculando, veja um exemplo de um pedido de demissão. Você vai precisar desses dados:

Admissão: 07.01.2012

Demissão: 07.10.2012

Remuneração: R$ 1.436,00

Saldo de salário: Remuneração dividi-se por 30 e multiplica pelos dias trabalhados. Ex:

1.436,00 / 30 X 7 = 335,06

13° Salário: Remuneração divide por 12 e multiplica pelos meses trabalhados. Ex:

1.436,00 / 12 X 10 = 1.196,66

Férias: Mesmo cálculo do 13° salário. Ex:

1.436,00 / 12 X 10 = 1.196,66

1/3 sobre as férias: Valor das férias divide-se por 3. Ex:

1.196,66 / 3 = 398,88

6829399797 33121dfe322 Como calcular o acerto trabalhistaVictor1558/Flickr

Pronto, esse cálculo serve também para os demais tipos de rescisão, basta apenas conhecer os direitos que cada um possui. Então, é sempre bom saber antes de realizar o cálculo.

Com esses passos simples você tem muito mais chance de fazer o cálculo certo. Aproveite para treinar em casa e assim, acertar em tudo.

Até a próxima vez e boa sorte!

(Imagem Destaque: sterlic/Flickr)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !