Como construir uma cascata artificial


002

Ambientes que utilizam de fontes de água, sejam elas naturais ou artificiais, sempre ganham uma atmosfera bem diferenciada pela presença muito mais orgânica da água, que funciona ao mesmo tempo como um elemento relaxante e terapêutico como também como uma conexão com ambientes mais naturais. Isso tudo sem falar nas vantagens estéticas de criações com água corrente, como é o caso das cascatas. Vamos ver aqui um passo a passo de como construir uma cascata artificial e dicas para você guiar a obra, ter um orçamento mais enxuto ou por resultados estéticos mais vistosos.

003 F550x45018 Como construir uma cascata artificialWikimedia Commons

A primeira coisa que precisamos ter em mente, antes de ficarmos por dentro do que é necessário fazer, é criar um projeto para a cascata. Isso não demanda ter um grande conhecimento de infraestrutura e técnica de como tudo funciona, apenas imaginar como você quer que essa cascata funcione, por exemplo, de duas formas básicas:

  • Escorrendo de um ponto direto para o lençol de água, que aqui seria uma piscina, lago artificial, ou qualquer outro container natural ou artificial da água;
  • Se espalhando de um ponto por várias outras vias, o que seria feito com a disposição planejada de pedras para criar veios da queda d’água.

Portanto, rascunhe tudo isso num pedaço simples de papel, ou faça um desenho o mais metódico possível. Pense também nos seguintes aspectos para criar seu projeto:

  •  Presença de luzes e em que posições: ao longo da queda d’agua, no alto, no centro, na base.
  • Decoração com plantas, o que sempre garante uma estética mais natural e orgânica ainda – além das plantas crescerem com o tempo e poderem se alastrar e abraçar as pedras. Considere também os locais onde iria colocá-las, levando em conta que elas não devem ficar no meio do caminho da água para não contaminá-la.

A infraestrutura

 Com o projeto já rabiscado, o “mãos a obra” deve começar com o planejamento da área onde será implementada a cascata.

Caso seja em piscina, saiba de antemão que você precisará fazer a cascata em um dos cantos onde haja caixa de filtragem de água. Isso porque o motor da cascata será acoplado em sua saída e, ao invés de retornar a água para  a piscina, o fará para o motor da cascata.

 Entretanto, se a saída do filtro for projetada para a base da piscina e não for possível acoplagem com o motor, existem aparelhos que naturalmente resgatam a água da piscina, bastando que seja instalada adequadamente, incluindo o que tange à estética do local. A dica é passar o cano de entrada de água para o motor por baixo das pedras.

004 F550x45016 Como construir uma cascata artificialWikimedia Commons

Pedras, motores… se você estiver um pouco perdido com o básico da infraestrutura, vamos por partes:

  • O motor é a forma pela qual a água será puxada da base de água – piscina, lago – para o topo da cascata. Ela funciona por um principio semelhante ao de fontes de água, com a única diferença de que o motor precisa ser mais potente, pois estará puxando e não empurrando a corrente de água.
  •  As pedras formarão o corpo da fonte e devem ser dispostas e sedimentadas de forma segura, sendo notável ai o uso de cimento ou simplesmente de lapidação de encaixe, no caso de pedras grandes.

Você pode ainda optar por fazer esculturas, usando tijolos simples:

  • Construa pilares com tijolos do tipo furado, na forma que quiser. Reserve um pilar mais afastado para ser completamente oco e projetado para a passagem e armazenamento do motor e cano de distribuição de água.
  • Depois, cubra o pilar com cimento de reboco para cobrir totalmente os tijolos e ocultar as formas quadradas dos mesmos. Sempre leve em consideração a construção dos caminhos por onde a água irá passar em forma levemente mais côncava, para facilitar o escoamento da água exatamente por onde você quer que ela passe.
  • Deixe secar por cerca de 3 ou 4 horas e, depois disso, aplique uma segunda mão de reboco, dessa vez abusando de sua criatividade para dar formas diferenciadas, seja para fazer réplica de uma pedra específica ou para criar o tipo abstrato de pedra que quiser.
  • Use uma luva lixadora porosa para ajudar na criação das formas. Evite muita simetria e superfícies muito lisas, já que pedras tem textura porosa. Além disso, pode-se também incrustar o reboco com seixos. Faça como preferir ou achar mais barato.
  • Depois de tudo seco, cerca de 2 dias durante períodos de verão, poderá aplicar tintas ou vernizes e, por fim, um impermeabilizante exatamente nas partes por onde a água irá passar.

001 F550x45020 Como construir uma cascata artificialWikimedia Commons

  • Se for utilizar plantas e luzes, faça depois de tudo seco e pronto. Não é recomendada a instalação de sistemas de luzes por dentro da estrutura, já que isso irá exigir uma mão de obra dobrada para a impermeabilização de canos elétricos, para que não haja escape de corrente para dentro da piscina, por exemplo, algo que pode ser fatal.
  • E, claro, considere o fato de que a instalação do motor deve ser feita por profissionais e se tiver dúvidas deve sempre atentar para as indicações que eles possam dar.

Apenas tenha em mente essas dicas para coordenar o projeto com o máximo de economia, tanto de dinheiro como de tempo e mão de obra. Boa sorte!

 (Imagem destacada: Wikimedia Commons)