Como contabilizar leasing


6829369789_df5fca7ac8

O leasing é uma modalidade de crédito cada vez mais utilizada em contratos que têm como objetivo a aquisição de bens.

Essa modalidade faz parte das transações denominadas como “arrendamento mercantil”, ou seja, um tipo de contrato onde há um arrendador e um arrendatário que podem ser ilustrados como o cliente e a sociedade financeira.

No leasing o cliente adquire um bem que é de posse da sociedade financeira, sendo essa sociedade a proprietária oficial até que a vigência do contrato e todos os seus vencimentos sejam cumpridos.

E você, está prestes a fechar um contrato de leasing, mas bateu aquela dúvida de como contabilizar a operação da maneira correta? Então para esclarecer as suas dúvidas preparamos um guia especial de como contabilizar leasing. Confira!

6829399797 33121dfe321 Como contabilizar leasingVictor1558/Flickr

Contabilizando na prática

  1. Antes de tudo identifique o bem que será arrendado e quantos meses o contrato terá;
  2. Faça uma tabela com os seguintes dados enumerados: 1) o valor real do bem; 2) o valor da contraprestação, acrescido do encargo financeiro; 3) o valor residual que será pago dentro do prazo que foi firmado no contrato;
  3. Agora é hora de lançar os dados contábeis, começando pela contabilização do valor do bem, não esquecendo de somar o valor real com o valor residual, ou seja, se o valor de um equipamento é R$22.500,00, acrescido do valor residual de R$4.500,00, nesse campo o valor do ativo seria de R$27.000,00;
  4. Coloca-se então o valor do ativo do tipo imobilizado em um campo descrito como D que pode ser depreciado segundo regime de competência e em seguida coloca-se o passivo exigível a longo prazo em um campo descrito como C com o mesmo valor, mas descrevendo o valor real acrescido do valor residual;
  5. Para contabilizar os encargos financeiros, você descreve os encargos em dois campos, o primeiro (D) como passivo do tipo exigível que deve ser apropriado como encargo financeiro e o segundo (C) como passivo do tipo exigível que deve ser descrito como leasing financeiro a ser pago;
  6. Para finalizar é necessário fazer a contabilização do valor residual e do pagamento da contraprestação;
  7. Para isso, coloque no campo (D) o passivo do tipo circulante que nada mais é do que o valor de cada parcela que deve ser paga já com o valor residual e no campo (C) coloque o ativo do tipo circulante que é o mesmo valor (valor de cada parcela, acrescido do valor residual dividido no mesmo prazo do leasing);
  8. Utilize sempre D e C para contabilizar cada item dos lançamentos contábeis.

5432839313 13dbdaf32f Como contabilizar leasingmbwa_pr/Flickr

Contabilizando na teoria

  1. A sociedade financeira possui o dever de realizar o registro daquilo que foi arrendado, incluindo a identificação do tipo de arrendamento que deve estar em registro financeiro e o valor somado das contraprestações acrescidas do valor residual que ficam no registrados nos campos a longo prazo do passivo circulante e do exigível;
  2. Quando há quaisquer ativos que sejam semelhantes ou iguais os bens devem ser depreciados;
  3. Em casos de pagamento com antecedência do valor residual, esse deverá receber o mesmo tratamento que é realizado na contraprestação;
  4. O encargo financeiro consiste na diferença que há entre o valor do bem que foi arrendado e a soma das contraprestações acrescidas do valor residual;
  5. O encargo financeiro então se apropria conforme os seus prazos de vencimentos de quaisquer contraprestações.

Agora você já sabe contabilizar o seu contrato leasing e sempre que tiver dúvidas fique à vontade para retornar aqui e compartilhar com todos os seus amigos.

Boa sorte!

(Imagem Destaque: Victor1558/Flickr)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !