Como cuidar de conjuntivite


800px-Swollen_eye_with_conjunctivitis

Você certamente já teve ou conhece alguém próximo que já sofreu com a conjuntivite. Isso acontece, pois a conjuntivite é uma das inflamações mais fáceis de serem transmitidas e contraídas, ainda mais no clima tropical de países como o Brasil.

Existem 4 tipos de conjuntivite: viral, alérgica, bacteriana e tóxica. Para você conhecer mais as inflamações e saber a melhor maneira de tratar cada uma, fizemos um guia especial para cuidar da conjuntivite.

Tipos de conjuntivite

Viral

800px Pink eye Como cuidar de conjuntivite P33tr/Wickmedia Commons

Esse é o tipo mais comum de conjuntivite e se propaga com facilidade entre pessoas que frequentam o mesmo ambiente do indivíduo.

O olho afetado fica com uma sensação de areia, o que promove o lacrimejamento frequente da região. Essa conjuntivite demora até 2 semanas para ser tratada e em casos mais graves pode deixar algum tipo de sequela que prejudica a visão futuramente.

Como cuidar: Nesses casos, é fundamental utilizar colírios lubrificantes e limpar a região com compressas de água fria. Além disso, é muito importante se isolar e usar óculos ao sair, pois a inflamação é contagiosa e pode ser transmitida facilmente.

Bacteriana

Nesse caso, o inchaço e a secreção nos olhos são mais intensos e o olho fica levemente vermelho. Esse tipo leva em média uma semana para ser tratada.

Como cuidar: Medicamentos (antibióticos) prescritos por oftalmologistas e colírios.

Alérgica

Esse tipo de conjuntivite causa um inchaço mais acentuado e coceira que não cessa rapidamente. O tempo de tratamento é variável, dependendo do caso.

Como cuidar: A inflamação é causada por reação alérgica, ou seja, é fundamental afastar o uso do agente que originou a reação, tais como: maquiagem, poeira, perfume, etc.

Tóxica

Apesar de ser menos comum, essa conjuntivite é causada por fatores tóxicos como cloro, substâncias químicas e poluição.

01 09 11 0222 Como cuidar de conjuntiviteEvilQueenAcidBurn/Wickmedia Commons

Como cuidar: Nesses casos, é fundamental procurar um oftalmologista imediatamente, pois dependendo da gravidade, alguns cuidados especiais devem ser tomados para garantir a proteção dos olhos.

Recomendações Gerais

  • Os objetos de uso comum podem ser fontes transmissoras muito forte da inflamação, então é fundamental manter esses objetos sempre limpos com auxílio de álcool em gel.
  • A higiene pessoal deve receber atenção redobrada, por isso é fundamental trocar as toalhas e roupas de cama diariamente, lavar as mãos com álcool em gel frequentemente e não compartilhar nenhum item de contato com outras pessoas.
  • Evite coçar e tocar nos olhos, pois além de interferir no tratamento você ainda pode tocar em outros objetos e transferir a inflamação para outras pessoas.
  • Fique o maior tempo possível em isolamento social e quando precisar estar perto de alguma pessoa, utilize óculos de sol.

Perigo da conjuntivite

Quando a conjuntivite não é prevenida ou tratada, ela pode virar um caso sério de epidemia, que apesar de não apresentar grandes riscos de saúde, pode atrapalhar a vida social das pessoas, que ficariam ausentes de compromissos como a escola e o trabalho. Os cuidados precisam ser redobrados no verão, pois as pessoas costumam ficar mais perto de fontes de contaminação pública como piscinas que espalham rapidamente a inflamação.

Atenção

Se você sentir qualquer sintoma, procure um oftalmologista imediatamente, pois somente ele pode afirmar quais são as causas e recomendar o melhor tratamento para a sua inflamação.

Boa sorte!

(Imagem Destaque: Tanalai/Wickmedia Commons)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !