Como cuidar de picadas de carrapato


pp1

O carrapato é um parasita responsável pela transmissão de inúmeras doenças tanto aos animais quanto aos homens. Da família dos ácaros, trata-se de um pequeno animalzinho que se alimenta de sangue, por conta dessa sua característica hematófaga que pode ser considerado um dos mais potentes vetores (meios) de infestação de doenças advindas de vírus ou bactérias facilmente passadas aos homens e seus animais de estimação.

a3 F550x4501 Como  cuidar  de  picadas  de  carrapato

Via Flickr

Depois que se acoplam à pele em busca da sucção do sangue, os carrapatos vão ficando cada vez maiores e mais roliços, na medida em que se alimentam do corpo parasitado. Há vários tipos de carrapatos, no Brasil os mais comuns são os parasitas do boi, da galinha, dos cães e de gatos e o famigerado carrapato-estrela que mais ataca o homem.

A picada do carrapato é imperceptível, pois é indolor. Os animais costumam sentir uma forte irritação e coceira na região em que o carrapato se pregou, isso acontece, pois, para se acoplar a pele, o carrapato pica e se torna muito resistente para sair, entretanto, essa percepção poderá surgir muito tempo depois de instauração do bichinho na pele de seu cachorro ou gato, por exemplo. Por isso, caso seja o dono, sempre observe o seu animal de perto! Cuidado, as picadas de carrapatos podem sim causar inflamações mais sérias na cútis, além de transmitirem doenças mais violentas e muitas vezes fatais ao seu animal de estimação, não se distraia!

a2 F550x450 Como  cuidar  de  picadas  de  carrapato

Via Flickr

Como eliminar os carrapatos de seu animal de estimação

Caso você tenha percebido que seu bichinho está infestado desses parasitas, a forma mais natural e menos agressiva e catá-los. Não se esqueça de que os carrapatos são muito resistentes, por isso, retire-os da pele do animal e os coloque em um pode com álcool, para que morram definitivamente, depois de queimados.

Depois disso, limpe profundamente o ambiente em que vive o seu bichinho, pois, poderá haver carrapatos acoplados às paredes, no chão ou no lugar onde ele dorme, bem como, averigue o contato de seu animal com outros, a transmissão de carrapatos é instantânea.

De nada vale matar carrapatos estralando-os como se mata piolhos, uma vez que, embora a fêmea morra, os seus ovinhos ficam espalhados por todo o lugar, de modo que procriarão novamente em seu animal de estimação.

Caso prefira, busque uma dedetização especializada com pulverização de veneno no local. Outro modo mais profissional de se eliminar os carrapatos no animal de estimação é com o chamado banho antiparasitário, que deve ser feito sob a supervisão de um veterinário de sua confiança e em um pet shop de mesma credibilidade. Trata-se de uma prática que consiste em aplicar um remédio no animal através do banho. Há também o uso de remédios com spray, aplicação intravenosa ou coleiras.

a1 F550x450 Como  cuidar  de  picadas  de  carrapato

Via Flickr

Como cuidar das feridas provocadas pelas picadas de carrapatos

Cuidado, pois os carrapatos não atacam só animais, mas podem ser extremamente prejudiciais aos homens!

Pessoas que habitam próximas a regiões com mato ou no campo estão cada vez mais suscetíveis a serem picadas por carrapatos. Nesse caso, acabe com a praga o quanto antes possível e quanto menos se espalhar, uma infestação de carrapatos é bastante problemática de se resolver, principalmente nessas circunstâncias. De fácil transferência através do contato e da convivência, os carrapatos podem pular do animal para o homem e se acoplar a sua pele, imperceptível, o pica e começa seu ciclo de sucção de sangue.

Dica: ao retirar o parasita da pele, ele se mostrará bastante insistente, suas garras desprenderão com certo trabalho, observe se não ficou nenhuma parte do carrapato na pele da pessoa ou do animal; esforce-se para retirá-lo por completo e de uma só vez.

Desse modo, depois de retirado o carrapato da pele da pessoa ou do bicho hospedeiro, coloque gelo ou água bem gelada corrente no local da mordedura para que a coceira e a irritação diminuam. Observe se o hospedeiro picado apresenta febre, enjoo ou mal-estar após a picada, devendo assim buscar um médico especialista. Não se esqueça de que picada de carrapato é algo sério e pode ser grave.

Boa sorte e bom trabalho!

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !