Como ensinar as vogais


vogais

Os caminhos da alfabetização passaram por grandes interferências nas últimas décadas, sobretudo com o advento da tecnologia e do acesso facilitado as mídias que possibilitam o fácil entendimento de várias área científicas tidas anteriormente como “bichos de sete cabeças”.

Ensinar uma pessoa a ler e escrever já não é tão dificultoso como outrora. Antes, um professor dispunha de uma lousa, cadernos e livros para ensinar à seus alunos as letras e composições do nosso vocabulário. Atualmente, as ferramentas disponíveis ao magistério são múltiplas e auxiliam os educadores no bom desempenho de suas atividades, refletindo na compreensão e na qualidade de aprendizagem dos alunos.

As vogais são letras de ligação e se responsabilizam pela sonorização característica de cada verbete, sendo de fundamental aprendizagem e absorção por parte dos professores e alunos durante os primeiros anos colegiais.

5379603228 e5a65d2ac6 z F550x450 Como ensinar as vogaishoyasmeg / Flickr

São cinco letras usualmente empregadas em todas as palavras de nossa comunicação textual e verbal de forma conjunta ou isolada. As vogais são interpretadas como “elos de estruturação linguística” e determinam a sonoridade e coerência de uma palavra, seguindo as tradições e culturas textuais de nosso país. Não existe uma palavra sem vogal em nosso dicionário, salvo as siglas e as abreviações de endereços, títulos, etc.

Para ensinar as vogais, os educadores precisam incluir ferramentas lúdicas e interativas em todo o processo de aprendizagem, conquistando a atenção dos alunos e a satisfação destes em desenvolver suas atividades e obrigações acadêmicas. Veja nossas dicas e colha boas iniciativas à esta função.

Dicas

  • Imagens: Associar as vogais ao nome de objetos, bichos e lugares é um excelente método de ensino que engloba as principais necessidades do processo de aprendizagem: Compreensão e reprodução correta das palavras. Prenda em volta de toda a sala de aula cartões com figuras escritas inicialmente com vogais. Exemplos: A= Abelha; E= Escola; I= Igreja; O= Ovo; U= Uva e assim sucessivamente. Quanto mais cartões expostos, melhor.
  • Músicas: Outra opção maravilhosa de ensino das vogais dá-se através das músicas e das composições educativas, que associam a educação com o prazer das arte cantada. Existem centenas de trabalhos em áudio desta natureza, porém, se você preferir, grave um CD com músicas que falem das vogais e suas utilizações práticas, baseando-se em nomes próprios e comuns.
  • Jogos interativos: Ensinar e aprender brincando é a garantia da compreensão facilitada, dentro e fora da escola. Jogos de letras, caça-palavras e adivinhações  podem e devem ser incluídos no ensino das vogais para tirar as pressões e obrigações que os alunos possam apresentar involuntariamente.
  • Projeto Individualizado: Cabe ao professor apresentar as vogais aos seus alunos, porém, é necessário que tudo ocorra com a máxima atenção possível, sem preocupações de tempo e resultados imediatos. Um projeto individualizado visa atender as necessidades de cada estudante, bem como tratar cada letra individualmente, com precisão e qualidade dignas dos melhores resultados possíveis. É recomendado que aja um projeto de ensino, que reserve o tempo necessário para a compreensão de cada letra antes do avanço da alfabetização.
  • Desenvolvimento e progressão: A reprodução dos exemplos e explicações apresentadas pelos professores é uma necessidade que todo aluno precisa desenvolver continuamente em seus estudos, expondo todo seu entendimento e sanando dúvidas que possam dificultar a evolução dos estágios de leitura e escrita, a começar pelas vogais.

7823663322 d727c1608c z F550x450 Como ensinar as vogaisHoward County Library System / Flickr

Estas são formas práticas, simples e super eficientes de ensinar as vogais à várias pessoas simultaneamente, considerando todos os tipos de público e suas necessidades. Vale a pena apostar no aprendizado interativo e adotar os recursos tecnológicos na alfabetização, que certamente ajudarão a driblar os percalços que sondam a qualidade produtiva dos estudos. Boa Sorte!

(Imagem destaque: Howard County Library System / Flickr)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !