Como escolher a rubrica


rubrica

A rubrica é uma assinatura abreviada e constantemente nos vemos diante de situações que exigem esta simplificação. Alguns aspectos devem ser levados em conta na criação da sua rubrica, já que é tão importante como a assinatura original e deve estar de acordo com os parâmetros ideais para ser aceita. Aqui você descobrirá conosco um pouco mais sobre como escolher a rubrica. É super tranquilo, confira!

rubrica2 Como escolher a rubrica

Para escolher a rubrica, você precisa de uma caneta e uma folha simples de papel.

  1. Escreva seu nome completo em uma folha de papel com pauta.
  2. Deixe sua criatividade fluir e procure alguma combinação com seu nome e sobrenome que você acha que ficaria ideal para substituir a sua assinatura em determinadas situações.
  3. Tome cuidado com o espaço da rubrica, já que esta deve ser um resumo do seu nome. Rubricas maiores do que o próprio nome não são ideais, até mesmo aquelas que se aproximam da quantidade de letras deste.
  4. Pense em algo que tenha a ver com as suas iniciais e elabore uma lista com vários esboços de rúbricas para posteriormente escolher a que mais tem a ver com a sua personalidade. Rabiscos muitas vezes podem deixar o leitor confuso e até a própria pessoa, e devem ser evitados.
  5. Não tente fazer uma rubrica espalhafatosa demais, já que pode comprometer o entendimento, e assinaturas muito longas podem não caber no espaço disponível para este fim nos documentos.
  6. É bom que sua rubrica seja curta e legível, e você também não pode ter dificuldade para assiná-la, já que o motivo da existência da mesma é facilitar na assinatura de documentos. Elabore algo simples e que tenha a ver com você.
  7. Os apelidos não podem ser rúbricas, a menos que estejam no contexto do nome original. Por exemplo: Jo Ca pode ser a rubrica de um senhor chamado José Carlos, mas Jojô ou Kaká comprometem a integridade do documento.
  8. Depois de escolhida a sua rubrica, treine bastante para não esquecê-la e principalmente: para assinar sempre da mesma maneira.
  9. É importante que a sua assinatura seja pessoal e não acompanhe tendências nem imitação de rubricas de outras pessoas por questões óbvias. Listas de presença também aceitam as rúbricas ao lado do nome impresso!
rubrica4 Como escolher a rubrica

A dica que podemos dar é sempre registrar em cartório a sua rubrica, pois documentos jurídicos, fiscais e contratos poderão ser perfeitamente aceitos com esta assinatura simplificada mediante reconhecimento legal. Os cheques também podem ser preenchidos com a rubrica, e o banco também deve ser visitado para acrescentar esta nova a folha de assinaturas possíveis.

rubrica5 Como escolher a rubrica

Portanto, desenvolva logo uma rubrica bonita e com a sua cara para facilitar o preenchimento de certos documentos e ter menos trabalho durante a burocracia de algumas situações. Para melhorar a grafia, é recomendado o uso da caligrafia para se fazer entender de forma mais clara. Este método permite que a pessoa rapidamente melhore a forma de escrever tanto para este fim como na escrita em geral.

Boa sorte!

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !

12 replies to this post
  1. A rubrica pode ser feita apenas com as iniciais do nome ou é necessário que o último sobrenome apareça na mesma? Exemplo: Somente com as iniciais – AAOR ou o certo é AAORibeiro? Dizem que não pode a primeira opção, mas não encontro nenhuma explicação plausível para isto. Aguardo resposta. Atenciosamente… Andréa Ribeiro.