Como saber qual EPI usar


<

epi

Todo ser humano carrega dentro de si um instinto de proteção natural, que o leva a se proteger quando uma situação foge do normal. Quem nunca colocou a mão nos olhos diante de uma claridade excessiva? Ou levou as mãos à cabeça ao perceber um objeto caindo em sua direção, ou ainda as mãos nos ouvidos na presença de um barulho ensurdecedor?

O EPI serve justamente para nos proteger de situações externas que podem nos prejudicar. Significa: Equipamento de Proteção Individual e é todo material ou produto de uso individual, que tem por finalidade proteger o trabalhador contra qualquer coisa que coloque em risco sua segurança e sua saúde.

epi3 Como saber qual EPI usar

O empregador é obrigado a fornecer gratuitamente e em perfeitas condições esses equipamentos, e exigir seu uso por parte dos funcionários, que muitas vezes, por desconhecer os riscos, se recusam a usá-los, alegando que atrapalha ou dificulta a execução do trabalho. Por isso as indústrias devem, alem de fiscalizar se o funcionário está usando corretamente os equipamentos, também treiná-los, ensinando como usar, conservar e conscientizando-os de sua grande importância.

Para saber escolher o EPI de forma correta, deve haver um estudo dos riscos que oferece determinada tarefa:

  1. Leve em conta o grau de proteção exigido, e se o equipamento é adequado e prático ao uso e manutenção.
  2. Analise a quantos tipos de riscos o trabalhador está exposto em determinada tarefa – um soldador por exemplo pode estar exposto ao brilho da luz, gás da solda, lascas de metal. Por essa razão vai precisar de capacete, máscara e óculos.
  3. Peça orientação a especialistas – vendedores, engenheiros de segurança, etc -  que conheçam o equipamento e as condições que o trabalho é realizado.
  4. Permita que os trabalhadores participem dos testes antes de adquirir um determinado EPI. É importante que eles avaliem diversos modelos e dêem suas opiniões em relação a tamanho, ajuste e conforto físico.
  5. Avalie o custo. Analise, por exemplo, se é mais vantajoso usar alguns EPI descartáveis, ou não. Faça uma análise do custo-benefício.
  6. Faça testes de ajustes individuais em cada funcionário, mostrando como usar o EPI de maneira apropriada, bem como a maneira de cuidar e armazenar adequadamente.
  7. Faça manutenção e inspeção regulares. EPI danificado deve ser substituído na mesma hora.
  8. Faça treinamento com os funcionários, explicando a necessidade da proteção e o objetivo de usar determinado EPI. Se o uso de máscara ameniza o risco de uma infecção pulmonar, por exemplo, os funcionários devem ser informados.

epi1 Como saber qual EPI usar

Veja abaixo a relação dos Equipamentos de proteção individual mais utilizados.

PROTEÇÃO DA CABEÇA:

  • Capacete: protege a cabeça contra impactos, choques e combate a incêndio.
  • Capuz: protege a cabeça contra calor e respingos de produtos químicos.
    epi2 Como saber qual EPI usar

PROTEÇÃO DOS OLHOS E FACE:

  • Óculos e máscaras: proteção contra partículas, luz intensa, produtos químicos, radiação.

PROTEÇÃO DA PELE:

  • Creme resistente a água, creme resistente a óleo, cremes especiais: protegem a pele contra ação de produtos químicos.

PROTEÇÃO DOS OUVIDOS:

  • Protetores auditivos ou tampões tipo concha: contra ruídos e barulhos excessivos.

PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES:

  • Luvas de proteção, mangas e dedeiras: protege contra riscos mecânicos, térmicos e químicos.

PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES:

  • Calçados de segurança, botas e botinas: contra riscos de origem térmica, umidade, quedas e produtos químicos.

PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS:

  • Cintos de segurança, cadeiras suspensas, trava-quedas: obrigatório o uso em trabalhos acima de 2m.

PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA:

  • Máscara de proteção: Protege o sistema respiratório contra gases, vapores, poeiras e partículas tóxicas.

PROTEÇÃO PARA O CORPO EM GERAL:

  • Calças, conjuntos de calça e blusão, aventais, capas: protegem contra calor ou frio excessivo, produtos químicos, umidade, intempéries.
epi4 Como saber qual EPI usar

Este é um tema que deve sempre estar em pauta e exige reciclagem constante dos profissionais e especialistas responsáveis.

É um investimento  obrigatório e de extrema importância, pois uma peça de aço pode atingir um olho em fração de segundos, causando um prejuízo para toda uma vida.

Lembre-se: a integridade física e a saúde de seus empregados não devem ser negligenciadas em hipótese nenhuma!

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !