Como fazer crítica de cinema


sonhadores47

eisenstein 400x250 Como fazer crítica de cinema

Não raro, ante de ver um filme, costumamos procurar sua resenha e a opinião da crítica especializada para saber a opinião deles sobre aquela película, se vale a pena ou não assistir. Há ainda aqueles que preferem ver o filme antes mas ler a crítica depois para ver se a conclusão do autor acerca daquela obra coincide ou não com a sua. De qualquer forma sites como Omelete ou Cineplayers devem grande parte de seus acessos à cinéfilos procurando informações e opiniões sobre  os mais diversos filmes.

sonhadores 09 513x250 Como fazer crítica de cinema

O problema é que nem sempre concordamos com o que foi escrito pelo crítico. Quem nunca se pegou lendo uma crítica e pensando “eu não vejo desta forma”; “tenho um ponto de vista diferente”;  “esse cara não entendeu a proposta da obra” ou mesmo “eu teria escrito um texto bem melhor acerca do assunto”?  De fato muito dos críticos entendem de cinema tanto quanto o espectador, não que o primeiro seja medíocre em sua profissão, mas o verdadeiro fã de cinema costuma se aprofundar tanto em sua paixão que acaba por dominar o assunto tanto quanto um profissional.

cadeiras 2 600x250 Como fazer crítica de cinema

Se você é um desses cinéfilos e não encontrou ainda uma crítica a altura da sua opinião por que não fazer e publicar a sua própria? É muito fácil, basta continuar lendo este guia Comofas sobre como fazer resenha de um filme.

OUSE 267x250 Como fazer crítica de cinema

Como fazer crítica de um filme – passo a passo

 amelie02 455x250 Como fazer crítica de cinema

  1. Assista filmes! Mesmo aqueles que pareçam ruins, para criticar algo e classificar sua qualidade e essencial que se tenha uma certa bagagem de conhecimento pregresso. Portanto é importante sempre estar vendo filmes dos mais variados gêneros, novos e antigos.
  2. Procure conhecer o diretor, roteirista e atores que participam da obra em questão. Saber sobre o perfil do trabalho dos criadores te dará um melhor embasamento na hora de criticar.
  3. Assista ao filme que quer criticar mais de uma vez. Em geral, na primeira vez que vemos um filme tendemos a classificá-lo como melhor ou pior do que ele realmente é, isso porque o impacto da novidade pesa muito na nossa avaliação. Assim, assista uma primeira vez sem compromisso e a partir da segunda procure ter um olhar critico e questionador, tomando nota de tudo o que julgar relevante tanto positiva quanto negativamente no filme em questão.
  4. Atente-se para todos os aspectos da obra, tanto técnicos, como iluminação, figurino, ambientação, continuidade, fotografia, etc. Quanto técno-subjetivos como roteiro, atuação, direção, diálogos, química entre os atores, argumento, etc. Mesmo não sendo um profissional ou especialista em linguagem da técnica cinematográfica, só é possível emitir uma argumentação consistente se todos os elementos que compõem a arte analisada forem estudados de forma isolada e em conjunto.
  5. Determine e identifique seu público-alvo. Redija textos mais descontraídos para apreciadores eventuais e mais técnicos para os cinéfilos. Há ainda a opção de mesclar os dois tipos de linguagem para atingir um público mais abrangente, como faz o Omelete.
  6. Comece redigindo uma breve sinopse ou resumo da obra. Prefira não revelar detalhes importantes do enredo, mas caso entenda que uma crítica completa só é possível desta maneira, avise ao leitor que haverá spoillers (revelações sobre a trama) ao longo daquela crítica. Mas lembre-se, criticar é emitir um ponto de vista e não contar a história novamente.
  7. Após um breve parágrafo descritivo comece sua crítica. Inicie falando sobre a trama e, se quiser um maior aprofundamento, termine o texto com um breve parágrafo acerca dos detalhes técnicos. Caso eles sejam um fator importante para a trama (como as cores em O Fabuloso destino de Amelie Polain ou a ausência delas em Sin City) gaste mais tempo explanando-os.
  8. Termine dando uma nota, recomendando ou não o filme e explicando por que o está fazendo. Outra opção é dizer o que o espectador deve esperar daquele filme e que tipo de pessoas aquele filme agradaria.
  9. Lembre-se, criticar um filme não significa necessariamente falar mal. Longe disso, é emitir uma opinião consistente e embasada acerca da obra em questão.
2 replies to this post