Como fazer tinta para pintar paredes


jepoirrier

Na hora de reformar um cômodo e ter de decidir as cores para pintar as paredes, muita gente se depara com uma das tarefas mais caras desse tipo de obra, mas para tudo há um jeito mais barato e que, de quebra, lhe dá muito mais autonomia ao fazer esse tipo de aplicação. Acompanhe dicas em um passo de como fazer você mesmo misturas de tintas para pintar as paredes e tetos de sua casa conseguindo fazer uma boa economia.

Andrew Kelsall Graphic Designer Como fazer tinta para pintar paredesAndrew Kelsall, Graphic Designer / Flickr

Pintar as paredes da casa, seja no externo ou em um cômodo específico, sempre requerer mais cautela e experiência quando o assunto são tintas coloridas e não o bom e velho branco. Entretanto, se você já fez uma visita às lojas de revenda de tintas de marcas famosas, sabe que não é nada baratinho criar um tom específico para a pintura, podendo sair bem salgado para o bolso. O que iremos ver aqui é que, primeiramente, você não precisar usar um tom super especial e exótico de vermelho fabricado sob demanda pela Suvinil para ter uma pintura bonita em sua casa. Há muitas opções de marcas de tinta com valores mais baratos e, acima de tudo, você mesmo pode preparar o tom que desejar com suas próprias mãos, bastando entretanto entender algumas noções básicas das tintas para imóveis.

Como fazer tinta para paredes

1- Procure em uma loja opções de revenda de tintas com preços moderados. Não precisa comprar a marca mais famosa e cara, mas também não precisa apelar para o produto mais barato e de má qualidade da loja. Outra questão relevante é que, tintas muito baratas você logo irá notar que não possuem tons primais, tal como vermelho, verde e azul base, as cores das quais partem as demais. Compare bem os preços, as tonalidades entre, por exemplo, o vermelho de uma marca e de outra para ver qual possui o tom mais agradável ao seu gosto pelo melhor preço. Se possível, compre amostras em poucas quantidades para levar para casa e testar.

2- Caso você deseje criar seu próprio pantone, ou seja, tonalidade específica, cabe a você ter em mente esse tom, podendo ser algum impresso que você viu em revistas ou mesmo fotos pela internet. Para você obter o pantone precisará lembrar um pouco as lições básicas de escola de criação de cores, misturando por exemplo azul e vermelho para tons mais terrosos, adicionando preto e branco para definir a intensidade de cores primais e assim por diante.

Preit D Como fazer tinta para pintar paredesPreit icon biggrin Como fazer tinta para pintar paredes  / Flickr

3- Uma vez que já escolheu a cor primal de onde partirá o pantone que quer criar, seleciona as cores complementares para criá-la e compre também uma pequena amostra das mesmas. Uma dica para quem quer economizar dinheiro acima de qualquer coisa é criar tons suaves, bastando para isso adicionar à receita tinta branca. Vale lembrar que nesse caso você vai precisar de muito mais tinta branca para criar tons pastéis/claros, e tinta branca é muito mais barata. O mesmo vale para tinta preta. Dessa forma pode sair mais barato você criar um tom de salmão com uma tinta vermelha base e branco do que tentar o meso com vermelho e amarelo. Obviamente os resultados desses dois métodos de combinação serão diferentes, mas pelo método mais barato você não irá se decepcionar caso não tenha alguma ideia muito mirabolante e específica de um tom de cor.

4- Em casa, crie sua receita com as amostras usando medidas pequenas, como por exemplo, usando como medida uma xícara ou copo pequeno (100 ml). Dessa forma, basta ir anotando o quanto de tinta você coloca de cada cor, ir misturando e anotando. Por exemplo, para o tom salmão mencionado, duas xícaras de chá de tinta branca mais 1/4 de xícara de tinta vermelha irão criar um tom específico. Permita-se testar com as quantidades de amostra que você possui, adicionando mais tinta conforme você quiser ir adiante na procura do tom ideal, mas nunca esquecendo de anotar as medidas que acrescenta à receita.

5- Depois de já ter definido o pantone ideal, é hora de voltar à loja e comprar medidas grandes das tintas para fazer as medidas finais. No nosso exemplo acima, por exemplo, você poderia comprar um tonel de 10 litros de tinta branca e uma lata de 3 litros de tinta vermelha. Como a cor é pastel você não precisa desembolsar muito na compra da cor mais cara, o vermelho.

Theis Kofoed Hjorth Como fazer tinta para pintar paredesTheis Kofoed Hjorth / Flickr

6- Agora basta você aplicar a receita que criou para medidas grandes. Tenha como base o tamanho da bandeja onde irá misturar as tintas e apenas dobre as quantidades da receita, por exemplo, começando por criar com base na quantidade de tinta branca, vamos adotar 1 litro. Para isso, vamos usar a velha lógica matemática da regra de três que aprendemos na escola. Se a nossa receita base usa 2 xícaras de tinta branca – ( 200 ml ) para 1/4 de tinta vermelha (25 ml ), para 1000 ml (1 litro) de tinta branca você precisará de: 1000 ml x 25 ml / 200 ml = 125 ml de tinta vermelha para a quantidade grande da receita, ou seja, para 10 xícaras de chá de tinta branca, você precisará adicionar 1 e 1/4 de xícara de tinta vermelha.

Vá repetindo a criação da receita conforme avança na pintura do ambiente e, depois de terminada as aplicações, guarde muito bem essa receita e as marcas e códigos das tintas compradas para caso precisar repintar o local no futuro. E não se limite a usar apenas uma cor na pintura do ambiente, você pode criar por exemplo outro tom complementar para pintar uma parede de textura em cor mais forte por exemplo, usando as mesmas tintas apenas com medidas diferentes.

Se permita testar e aprender com medidas pequenas e depois aplique para quantidades grandes. Dessa forma você mantém controle sobre todo o processo e não precisar pagar os dois olhos da cara para ter seu pantone criado automaticamente em lojas do ramo.

Boa sorte!

Imagem destacada: jepoirrier / Flickr