Como fazer um memorial descritivo pessoal


Para entender como fazer um memorial descritivo pessoal, é preciso entender primeiro o significado de todas essas palavras, ou seja, o que é um memorial descritivo pessoal. Para entender isso, é necessário separar cada uma dessas palavras e compreende-las separadamente. Por isso, deve-se saber que memorial nada mais é do que a memória de alguém sendo lembrada. Descritivo significa que alguém vai escrever e contar essa memória e, por último, pessoal é esse alguém contar e escrever a própria história. Assim sendo, quem se propor a fazer um memorial descritivo pessoal, está se propondo a escrever a memória da sua história pessoal.

O memorial descritivo pessoal pode ser feito de duas formas. A primeira é de forma mais profissional e, consequentemente, mais formal, com tudo o que um memorial tem direito, passando por todas as etapas da vida de forma prática e com objetividade. A segunda possibilidade é fazer um memorial descritivo mais informal. Mesmo nesse caso, é preciso passar por todas as etapas da vida, mas de forma mais descontraída, o que agradaria a leitura de até quem não tem interesse na sua história, mas que pode considerar um romance ou uma novela. O importante é decidir o formato e começar a escrever a sua história.

173 Como fazer um memorial descritivo pessoalerink_photography/Flickr

Memorial descritivo pessoal formal

  1. Prepare uma capa e folha de rosto. Na capa deve aparecer apenas o nome e o título do memorial. O título deve estar da seguinte forma: “Memorial descritivo pessoal de (coloque o seu nome)”. No final da folha, cite o local, a cidade e o ano que foi escrito;
  2. Na segunda parte, já no corpo do memorial, deve aparecer a formação, cursos de aperfeiçoamento, curso de desenvolvimento e todas as áreas de conhecimento que poderá contribuir, inclusive relacionadas a pesquisas feitas sob sua tutela. Os principais são o curso superior e os demais níveis, como mestrado, participação em projetos práticos, como estágios e eventos, pesquisas de iniciação, bolsas recebidas e trabalhos sem bolsa, congressos, palestras em que participou, publicações em revistas e colaboração de coordenação ou equipes de organização de eventos;
  3. Você deve citar todas as atividades em que ministrou aulas, cursos e palestras, sendo remuneradas ou não. Também deve ser mencionado quais as disciplinas, cursos e assuntos que se referiam;
  4. Nesse item devem ser mencionados todos os trabalhos em que contaram com a sua orientação pedagógica em um grupo ou a um aluno específico, ou seja, supervisões de trabalhos ou equipes, organização de seminários, comitês, colegiados, entre outros;
  5. Mencione os títulos que já possui e os que estão em andamento. Cite ano e local dos trabalhos;
  6. Mencione suas produções artísticas, científicas, apresentações em seminários profissionais, crônicas em jornais, entre outros trabalhos literário profissionais;
  7. Por último, deve dizer o que o levou a escrever esse memorial, citando os objetivos e porque escolheu determinado trabalho ou linha de pesquisa, e porque deve ser aceito na empresa ou na instituição.

276 Como fazer um memorial descritivo pessoalvancouverfilmschool/Flickr

A outra forma de escrever o memorial descritivo é usando de uma linguagem mais artística e lúdica. As mesmas coisas devem ser ditas, mas de forma mais informal.
Boa sorte!
(Imagem destaque: lowjumpingfrog/Flickr)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !

5 replies to this post