Como fazer uma separação amigável


2626762006_14f4871ed7

Nem sempre na vida as coisas saem como planejamos e quando isso acontece é necessário saber a hora de recuar. Nas relações acontecem a mesma coisa, nem sempre a vida que planejamos ao lado de outra pessoa funciona e precisamos reconhecer a hora de seguir em frente e dar a oportunidade do outro, e nós mesmos, sermos felizes ao próprio jeito.

Quando a separação ocorre de comum acordo, as coisas funcionam tranquilamente em um âmbito bem amplo, incluindo o judicial. A separação amigável ou consensual é a melhor alternativa aos casais que resolvem se separar em comum acordo, além de descomplicada a separação amigável é rápida.

2573763407 238a1c3d6c Como fazer uma separação amigável Ed Yourdon/Flickr

Vejamos agora como fazer uma separação amigável.

Condições para uma separação amigável

  • Não possuir filhos menores de 18 anos ou incapazes;
  • A presença de um advogado (um para os dois ou cada um com o seu);
  • Comum acordo entre o casal sobre o divórcio;
  • Estarem separados a mais de um ano.

Como fazer um divórcio amigável

  1. Do ponto de vista judicial o divórcio amigável deve ocorrer respeitando as condições acima citadas. É importante ressaltar que o divórcio consensual não dispensa os aspectos jurídicos, mas deve ser entendido como uma modalidade extra de divórcio. É importante que o casal tenha o diálogo aberto e estejam a mais de um ano separados e sem dependentes. Como o nome sugere, é interessante que o casal mantenha um grau de amizade para que tudo ocorra bem e sem empecilhos. Decidam também se utilizarão o mesmo advogado (recomendado) ou se cada um terá o seu.
  2. Entre em um acordo prévio sobre a partilha de bens. A ajuda de um advogado aqui será fundamental, pois em muitos casos há um acordo antenupcial que deverá ser respeitado, a lei pode vir sofrer alterações ao longo do tempo e por isso um advogado orientar melhor como proceder nessa parte. O importante é já resolvido entre as partes do ponto de vista legal.
  3. O divórcio se efetiva com uma escritura pública lavrada em cartório, onde deverá constar o acordo sobre os bens, pensões (quando aplicável) entre outros. Há uma taxa a ser recolhida diretamente no cartório e os prazos podem variar 15 dias a um ano. Tudo vai depender dos acordos e também dos aspectos legais envolvidos no divórcio. Ainda assim essa modalidade de divórcio é a mais rápida, visto que anteriormente poderia se levar até 2 anos para que a separação aos olhos da justiça acontecessem de fato.

4102645583 3b9a649474 Como fazer uma separação amigávelAlan Cleaver/Flickr

Dicas

  • O fim do casamento não precisa ser o fim da amizade. Quando o casal entende que a relação não está funcionando e que é melhor para os dois que cada um siga em frente, tudo fica mais fácil. Não é só tempo, mas dinheiro poupado em todo processo, por isso mantenha um canal de diálogo sempre aberto.
  • A presença de um advogado se faz fundamental em todo o processo. Se o casal utilizar o mesmo advogado, o processo deve andar mais rápido. Consultem junto um advogado antes de se decidirem por um divórcio consensual, só ele poderá tirar todas as suas dúvidas.

Tudo na vida funciona melhor de forma consensual. Procure não misturar o fim da relação a dois com uma inimizade. O divórcio pode ser uma situação incômoda e chata, mas é a oportunidade de ambos terem a chance de recomeçar com cada um do seu lado.

Boa sorte!

(Imagem Destaque:  Ed Yourdon/Flickr)