Como identificar os sintomas da leishmaniose


]

A Leishmaniose é uma doença de cunho infeccioso, mas não contagioso. Ou seja, não é uma enfermidade que passe de pessoa para pessoa. Ela é causada por protozoários parasitas, cujo gênero leva nome parecido ao da patologia – os Leishmania – que se multiplicam no interior das células que compõem o sistema imunológico do organismo, destruindo-o.

Há dois tipos de leishmaniose: a cutânea (da pele) e a leishmaniose visceral, conhecida vulgarmente como calazar.

Como podemos identificar os sintomas dessa doença

Como existem duas ocorrências da doença, há sintomas diferentes para ambas: a leishmaniose cutânea, por exemplo, começa com o surgimento de uma protuberância meio vermelha na cútis, especialmente nas regiões expostas e não cobertas do corpo, em seguida essa ferida  vai ficando maior e vai criando uma crosta com secreção e pus. Isso se dá em várias partes do corpo e simultaneamente, causando sensação de desconforto e irritação ao paciente contaminado. Em casos mais graves ou avançados da doença, poderá surgir lesões inflamadas nas mucosas da boca e garganta, por exemplo.

7170976832 69ceee930d Como identificar os sintomas da leishmaniose

Via Flickr

Já a leishmaniose visceral, o calazar é um tipo mais grave, ela afeta vários órgãos internos do infectado, ao mesmo tempo e de modo muito agressivo, são especialmente atacados o fígado, o baço e a medula óssea. Nesse caso, os sintomas mais frequentes que denunciam a existência da doença são a febre insistente, estado anêmico e de desânimo exagerado, palidez, perda de apetite e perda de peso e inchaço abdominal devido ao aumento considerável do fígado e do baço.

Como se pega a doença Leishmaniose

A transmissão se dá através da picada dos mosquitos hematófagos, ou seja, os que se alimentam de sangue, aqueles que são encontrados em lugares úmidos, escuros e com plantas. Os parasitas Leishmania também estarão em animais silvestres ou em cães de estimação.

Tratamento dessa doença

Como faço para me prevenir da Leishmaniose? O melhor tratamento é a prevenção. Nesse caso, evite frequentar matas ou áreas muito próximas a elas, evite banhos de rio e nunca deixe de usar repelentes nessas situações, use mosqueteiros e cortinados para dormir, use telas protetoras nas janelas e portas de sua casa. Essas são as medidas que dificultarão o acesso do parasita através da picada do mosquito até você.

Depois de diagnosticados, elimine cães que tenham a doença da leishmaniose visceral, para que a doença não se espalhe para outros animais de estimação ou para que não apareçam casos em humanos.  Para evitar o aparecimento de casos humanos.

2874374379 be16777d20 Como identificar os sintomas da leishmaniose

Via Flickr

Entretanto, se já houve o atestado clínico através de exames laboratoriais da existência da doença em alguém. O tratamento adequado deverá ser iniciado com medicamentos e deverá ser rigorosamente acompanhado por profissionais da saúde especializados nesse tipo de enfermidade. Assim, como em qualquer doença em sua relação com a expectativa de cura, a doença leishmaniose seja ela visceral, seja ela cutânea dependerá da detecção e iniciação do tratamento prontamente e o quanto mais precoce se der. Trata-se de medidas prioritárias e de uma luta da vida contra o tempo.

Não se esqueça de que a leishmaniose é uma doença letal, ou seja, ela poderá, se não ou tardiamente cuidada, levar a morte. Procure sempre o seu médico para tirar todas as suas dúvidas. Fique atento aos sinais que o corpo te dá!

Lembre-se: saúde é vida!

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !