Como instalar um para raio


3304804822_d67f25ca77

O Brasil tem uma incidência de raios, por ano, de cerca de 70 milhões de descargas, o que o coloca no topo absoluto da lista de países com maior número de descargas anuais. E em um país com tantas árvores altas e outros chamarizes para os raios, quem mora em zonas suscetíveis as descargas deve se precaver com a instalação de um sistema anti raios. Vamos ver aqui um passo a passo importante de como proceder para instalar um para-raios de forma eficiente a fim de proteger a zona onde você mora ou trabalha.

5671455193 a2cc396ca1 Como instalar um para raio jd_09/Flickr

Passo a passo

  1. Antes de qualquer coisa, é sempre importante que conheçamos melhor o “inimigo” e como ele pode nos prejudicar efetivamente. Os raios seguem uma regra geral da física chamada de o poder das pontas. Basicamente, entre o céu e as nuvens, a estrutura em terra que estiver longitudinalmente mais próxima das nuvens, ou seja, que for mais alta, será o local mais propício para que, durante uma tempestade, as cargas elétricas da atmosfera sejam vertidas por essa estrutura alta.
  2. Dessa forma, se tivermos um prédio de 30 metros de altura, do lado de uma árvore de 10 metros, ao lado de uma pessoa de 1,80 m, o raio terá infinitas probabilidades de cair no prédio. O que entretanto, não deixa seguro a árvore ou o ser humano em questão se eles estiverem próximo aos edifício. Portanto, deve-se escolher o alvo mais certeiro para um raio cair na área onde você vive ou trabalha para então proceder com a instalação de um sistema de para raios.3276548946 5363e82d18 1 Como instalar um para raio                                                                                nerinatal/Flickr
  3. Use como critério para escolher a “ponta mais azarada” na região que quer proteger a abrangência de uma área de cerca de 100 metros quadrados. Essa é uma boa margem para que todo o perímetro ao redor desse ponto fique protegido. Se houver alguma árvore destacadamente alta mas que esteja além dessas dimensões, não a considere e procure uma área mais próxima de onde está o local de sua residência.
  4.  No perímetro estabelecido, procure fazer uma leitura visual da área a fim de saber se há uma ou outra árvore, torre, ou qualquer outra estrutura que se sobressaia das outras em altura. A altura da torre de para-raios precisa ser superior à ponta mais alta que estiver no perímetro de segurança que você irá criar. É necessário ter muita cautela para não criar um sistema que acabe por ser disfuncional por não ter altura proeminente na área.
  5. Não instale o sistema muito próximo de sua casa. Assim como você não deve exceder um perímetro de 100 metros quadrados, também não procure colocar o sistema logo em anexo a sua casa. Isso porque, diferente de prédios, casas não são construídas com um sistema de isolamento subterrâneo, já propicio para a instalação de para-raios. É necessária a criação de um aterro com carvão mineral na base do para-raios, e isso é estabelecido em baixo da terra. Você corre o perigo de ter escapes de eletricidade do aterro para sistemas de encanamentos dentro de casa se fizer o aterro muito próximo da casa. A dica é distanciar as bordas da área do aterro em cerca de 20 metros distante da casa.
  6. Os materiais usados para a torre devem ser metais ótimos condutores de energia. Na ponta da torre devem ser usados os chamados captadores, três ou mais pontas feitas em cobre, enquanto o mastro pode ser de outro metal ou também em cobre. Nunca faça o inverso, colocando o cobre no condutor e um metal menos condutor nos captadores, pois isso irá diminuir a eficácia do sistema.

8186481726 da75b060dc Como instalar um para raiorreeve/Flickr

Além dessas dicas, na hora de contratar uma empresa para fazer a instalação, sempre verifique se a mesma está legalmente autorizada pela prefeitura de sua cidade e também cheque os equipamentos que estão sendo usados para a construção da estrutura a fim de o para-raios ser de fato um ótimo condutor e chamariz preferencial para descargas da atmosfera.

(Imagem Destaque:  M.J Ambriola/Flickr)