Como pescar Garoupa


365889382_b8b5908fbf_o-F550x450

Cada peixe tem as suas características, assim como o modo de ser pescado, suas iscas preferidas, truques e formas diferentes de fisga-lo, enfim, qualquer coisa que o diferencie de outras espécies quando o assunto é a pesca. Na pesca, nenhum método pode ser aplicado à todas as espécies de peixes, exatamente por isso, pois cada peixe tem suas características especiais, o que obriga o pescador a procurar mais informações e alternativas para fisgar o peixe que deseja. Tudo depende da situação, do local, das ferramentas, acessórios, hábitos dos peixes e da paciência e inteligência do pescador.3852325083 d43b917881 o F550x450 Como pescar Garoupa

 williamcho/Flickr

Veja alguns detalhes e dicas para ter sucesso na pesca da Garoupa:

Características da Garoupa

A Garoupa é um peixe de corpo, cabeça e boca grandes, com escamas pequenas. Sua coloração é avermelhada e possui manchas esverdeadas nos flancos, com ventre amarelado. Suas nadadeiras são arredondadas, com tonalidade escura e bordas claras. As Garoupas chegam a medir mais de 1m de comprimento e podem chegar a 60Kg.3093436072 947e963889 o F550x450 Como pescar Garoupa

 

andrea.prave/Flickr

As Garoupas podem ser encontradas nos fundos de pedras ou corais, onde existam embarcações submersas e em tocas. Alimentam-se de peixes, moluscos, camarões e lagostas.

Como pescar Garoupa

  • No caso da Garoupa, dizem os entendidos, que o grande segredo é ter reflexos rápidos para impedir que ela se entoque em pedras ou outros locais de difícil acesso. Assim como o Badejo, as Garoupas vivem em locais próximos à pedras, passando a maior parte do tempo em suas tocas, saindo apenas para caçar e não se afastando muito de seu habitat natural, retornando ao seu abrigo ao menor sinal de perigo.
  • Quando a Garoupa se entoca, abre seus opérculos e as nadadeiras, ficando grudada nas paredes de sua toca, impedindo que qualquer força a retire de lá com vida. Quando o pescador insiste e puxar o anzol mesmo assim, pode acabar com as gelras da Garoupa no anzol, sem obter o sucesso de retira-la da toca, o que é contra os fundamentos da pesca desportiva, pois o peixe acaba morrendo e ninguém sai vencedor desta batalha.
  • Desta forma, quando sentir que a Garoupa foi fisgada, o pescador deve ser o mais rápido que puder e começar imediatamente a puxar a linha, impedindo que o peixe consiga entrar na sua toca. Depois de conseguir atingir este objetivo, impedindo que a Garoupa entre na toca, o peixe tende a não oferecer resistência em um primeiro momento.
  • A linha de mão, que oferece maior sensibilidade, é a mais indicada para este caso, pois o recolhimento é mais rápido, porém, deve-se proteger as mãos com luvas grossas para não ferir-las. Alem disso, é preciso cuidado para não enroscar a linha nos pés ou em outra parte do corpo, bem como em objetos próximos, o que poderia causar acidentes sérios.

Se ainda assim o peixe conseguir se entocar, existem duas alternativas, ambas exigindo grande paciência do pescador, pois qualquer uma delas pode demorar horas:

  • Deixar a linha completamente solta, como uma forma de enganar o peixe e fazê-lo sair da toca para, assim, puxá-lo com mais rapidez na sua nova saída do abrigo;
  • Deixar a linha completamente esticada e aguardar que o peixe se renda, cansado do esforço, tornando a sua fisgada mais fácil na segunda tentativa.

As iscas preferidas pelas Garoupas são:

  • Sardinhas;
  • Polvos;
  • Lulas;
  • Camarões;
  • Pedaços de peixes como Atum e Bonito.

As Garoupas são encontradas no litoral brasileiro e sua carne é de excelente qualidade, o que a torna de grande valor comercial. Boa sorte!

(Imagem de destaque: luis perez/Flickr)