Como plantar orquídeas – passo a passo


800px-Chiang_Mai_Orchids_P1110347

Uma planta que se distingue de todas as outras, devido à beleza única de suas flores, e que encanta todas as pessoas do mundo. Sua variedade é enorme e já são conhecidas aproximadamente 30 mil espécies dos mais variados tamanhos – desde flores do tamanho da cabeça de um alfinete, até exemplares que chegam a 3 metros de altura. Sim! Estamos falando das orquídeas!3709720701 03752897f2 b 600x250 Como plantar orquídeas   passo a passoElas se adaptam aos mais diversos ambientes, desde os frios, até os mais quentes, úmidos ou secos, em altitudes baixas ou altas. Por isso muitos a definem como “flor selvagem”. Veja onde podem nascer e viver:

  • Orquídeas terrestres: nascem diretamente no solo.
  • Orquídeas Rupícolas: nascem sobre pedras e rochas, mesmo que o sol no local seja forte ou o rochedo esteja em sombra constante.
  • Orquídeas Epífitas: vivem sobre árvores ou arbustos fazendo deles hospedeiros (as orquídeas não são parasitas).
  • Orquídeas Humícolas ou Saprófitas: desenvolvem-se no material orgânico em decomposição que está presente no solo das matas – húmus.
  • Orquídeas Subterrâneas: raríssimas, desenvolvem-se no subsolo. Vivem na Austrália.

Mas se elas se adaptam com tanta facilidade aos mais diversos ambientes, porque é tão difícil cultivá-las em casa? Podemos responder com toda convicção que apesar da aparência delicada de suas flores, as orquídeas são plantas bem rústicas e não são difíceis de cuidar. Apenas existem algumas características em seu cultivo que precisam ser observadas, e aqui trataremos sobre isso. Confira:3710517336 ca9a0ae036 b 600x250 Como plantar orquídeas   passo a passoPara começar saiba que é praticamente impossível cultivar uma orquídea a partir da semente, pois é um processo que exige um alto nível de tecnologia e especialização. Por isso, no cultivo caseiro, o método mais indicado é o da DIVISÃO DE PLANTAS ADULTAS. Se você comprar uma orquídea, deve dividi-la e replantá-la, e aqui ensinaremos como fazer isso.

Você vai precisar de:

  • 1 vaso próprio para plantio de orquídeas – não deve ser muito grande.
  • 1 muda de orquídea.
  • Material de drenagem – pode ser argila, isopor ou brita.
  • Substrato.
  • Adubo.
  • Tesoura – se precisar dividir a planta.

Modo de plantar:

  1. Escolha o vaso. O mais indicado é o de barro com furos nas laterais, pois permite uma boa drenagem e circulação de ar.
  2. Retire a orquídea do vaso original e verifique se há possibilidade de dividi-la – para isso sua planta deve ter no mínimo 6 caules, e, após ser dividida, cada nova planta deve ter 3 caules. O melhor momento para isso é quando começam a surgir novos brotos. A divisão é opcional.
  3. Lave as raízes em água corrente, passando os dedos nelas para retirar substratos e raízes mortas. Tome cuidado para que as raízes se mantenham intactas.
  4. Coloque material de drenagem no fundo do vaso.
  5. Coloque o substrato até a metade do vaso.
  6. Acomode a planta em um dos cantos do vaso, deixando os brotos virados para o centro, pois desta forma terão espaço para crescer.
  7. Complete o vaso com mais substrato.
  8. Adube colocando uma pequena quantidade de adubo orgânico na lateral do vaso.

Informações adicionais:

 - Substratos mais usados:

  • Fibra de coco: é muito barato, ajuda na fixação da planta e fornece nutrientes. Mas retém pouca umidade exigindo regas constantes.
  • Casca de Pinus: também é muito barato e ajuda na fixação. Exige regagens constantes.
  • Esfagno:  obtido de musgos importados. Retém umidade reduzindo o número de regagens. Fornece muitos nutrientes, mas é muito caro.
  • Carvão: o mesmo usado para churrasco. Retém umidade, favorece circulação de ar, mas não fornece nutrientes. É muito barato.
  • Xaxim: é o melhor substrato, mas atualmente sua venda é proibida, por ser retirado de uma samambaia nativa.

Observações:

Uma ótima opção é misturar alguns substratos. A mistura de fibra de coco com casca de pinus é bastante econômica e tem dado excelentes resultados. Os substratos servem para fornecer sustentação, aeração, umidade e nutrientes à planta.5991416921 ffd917d6c5 b 600x250 Como plantar orquídeas   passo a passoOs melhores adubos:

  • São os orgânicos pois fornecem nutrientes à planta de forma parcelada e lenta, durando mais tempo que os adubos minerais. Os mais usados são a torta de mamona, farinha de osso e bokashi (mistura de vários adubos orgânicos).
  • A frequência de adubação varia de acordo com o produto, por isso aconselhamos consultar a embalagem, pois excesso de pode matar a planta.

Dicas:

  • Mantenha seus vasos em locais onde bata o sol da manhã, jamais mude o vaso de posição. Varandas e sacadas são boas opções.
  • Regue sua planta apenas quando o substrato estiver seco, de preferência no inicio da manhã ou final da tarde.
  • Faça a divisão da planta quando as raízes ocuparem todo o vaso.
  • A quantidade de luz é muito importante para o bom desenvolvimento da orquídea. Observe o seguinte: se suas folhas estiverem com a cor verde muito escura é sinal de que estão recebendo pouca luz. Se estiverem amareladas significa que estão recebendo excesso de luminosidade. O ideal é a cor verde alface.

Agora você já sabe que cultivar uma orquídea não é um bicho de 7 cabeças, então compre uma muda e siga nossos passos. Além da satisfação de cuidar de uma planta tão maravilhosa e vê-la florir, temos certeza de que será uma excelente higiene mental pra você.

Boa sorte!

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !

7 replies to this post