Como saber meu orixá


8114379_b5e293b7a6

Apesar do grande preconceito existente nas religiões, de uma maneira geral, graças à mídia e até mesmo por conta da internet, algumas pessoas, antes totalmente céticas, estão dando espaço para conhecer novas religiões: não necessariamente para segui-las, mas para entender como elas funcionam. Claro, em contra partida, a internet também ajuda a disseminar o preconceito entre religiões. Porém temos um saldo positivo, sendo muito mais visível campanhas contra esses preconceitos do que a favor.

Não podemos negar que, dentre tantas religiões que seguimos no Brasil, as que recebem as mais duras críticas são as religiões espíritas, principalmente as afro-brasileiras: a Umbanda e o Candomblé.

Como dito anteriormente, por conta da própria internet e por conta da mídia, essas religiões vêm ganhando destaque e criando curiosidade na população. O que é um orixá? Ele é um demônio? Ele é um ser supremo? Qual é o meu e por que eu tenho um? Através de grupos em redes sociais, como o Facebook, essa curiosidade vem sendo cada vez mais instigada. Já na mídia, tal instigação é feita pelas próprias novelas. Atualmente, a Rede Globo de televisão está com uma novela no ar, Lado a Lado, em que é mostrada um pouco dessas religiões.

4566440337 728217e7681 Como saber meu orixá

Via Flickr

Podemos classificar essas religiões como Politeístas, ou seja, uma religião com mais de um Deus. Ou seja, os Orixás são deuses, cada um com sua particularidade, que regem certos artefatos. Para exemplificar, temos Oxóssi, Orixá das matas e da caça. A ele pertencem os frutos e os caminhos desconhecidos das florestas.

Cada pessoa, segundo o Candomblé, é regido por quatro Orixás. Quando as pessoas perguntam “qual é o meu orixá?”, a resposta vem para o primeiro. Em suma, existe uma ordem para cada pessoa. Matematicamente falando, é como se cada um tivesse uma porcentagem sua e o seu “primeiro” Orixá (que ganha o substantivo de pai ou mãe) seria aquele que possui 50% de você, deixando os outros 50% divididos entre os outros.

Este primeiro Orixá seria aquele que mais influenciaria em você. Através de alguns arquétipos, facilmente encontrados na internet, pode-se ter um palpite daquele que seria seu Pai ou sua Mãe dentro do Candomblé: seja características físicas ou da personalidade de cada pessoa. Por exemplo, filhos de Oxum costumam ter o rosto redondo, enquanto as filhas de Yewá são reconhecidas pela beleza extrema. Mas, claro, para toda regra há uma exceção, e no Candomblé não é diferente.

A única maneira confiável e correta de se saber qual é o Orixá de cada um, ou seja, qual Orixá que rege aquela pessoa, é através de um jogo divinatório, o jogo de Búzios. Além de previsões, o jogo é um portal entre o Orixá e os humanos: através dele, os Orixás respondem às perguntas, dentre elas qual é o Orixá que rege cada um. Porém, infelizmente, é sabido que muitos lugares não são confiáveis para tal. Então, é bom ficar de olho em certas dicas para encontrar o lugar certo.

5544442057 a225dfc1e6 Como saber meu orixá

Via Flickr

Dica 1: Pesquise. Procure conhecer alguém que frequente um centro há um bom tempo que possa ser confiável o bastante para lhe indicar se aquela casa é séria ou não.

Dica 2: Frequente o lugar antes de jogar o búzios. O jogo de búzios é capaz de mostrar tudo da sua vida. Conheça o lugar antes de abrir as páginas de seu livro para qualquer um.

Dica 3: Procure saber há quanto tempo o centro existe. Centros com bastante tempo de existência têm mais chances de serem confiáveis, tendo em vista que existem federações para fechar lugares “fajutos”.

Dica 4: Vá sem preconceitos. O Candomblé e a Umbanda são religiões como o Catolicismo e o Protestantismo. Devem ser respeitadas como qualquer outra religião.

Dica 5: Fique atento ao preço. É praticamente impossível encontrar um centro que ofereça o jogo gratuitamente. Porém, nem tanto ao céu, nem tanto à Terra. Valores muito altos e valores muito baixos podem e devem atrair um olhar cauteloso.

Após ter a certeza de que encontrou o lugar certo, agende uma visita e jogue Búzios. É a única maneira confiável para saber qual Orixá lhe rege e, durante o Jogo, a Iyalorixá ou Babalorixá (mãe ou pai de santo) que lhe atender poderá dar mais informações sobre o seu Orixá e, caso você queria, o que deve fazer para agradá-lo. Boa Sorte!