Como superar o fim de um relacionamento


como-se-recuperar-depois-do-fim-de-um-relacionamento

O fim de um relacionamento invariavelmente é doloroso, tanto para quem solicitou o término tanto para quem foi pego de surpresa. Até mesmo quando o namoro, casamento, noivado ou affair acaba de comum acordo entre as partes envolvidas, a dor é inevitável. Dúvidas sobre como poderíamos ter salvo o relacionamento são freqüentes, bem como a tendência a achar que a culpa foi única e exclusivamente nossa.

broken heart by fabu 600x250 Como superar o fim de um relacionamento

Tanto em namoros curtos longos, dependendo do envolvimento, apenas ouvir o nome do (a) ex pode ser suficiente para precipitar as lágrimas. Invariavelmente é possível identificar a as cinco fases de aceitação da dor em pessoas sofrendo por um rompimento amoroso, passar por elas é normal e, em certos níveis, até saudável, o que não pode é se deixar sucumbir à elas deixando que afetem de forma grave a nossa vida profissional, ou até mesmo o relacionamento com familiares e amigos.

separacao1 560x250 Como superar o fim de um relacionamento

Por isso, neste guia, Comofas te dá algumas dicas valiosas sobre como superar o fim de um relacionamento.

DivaFimDeRelacionamento 320x250 Como superar o fim de um relacionamento

Passo a Passo

1)    Peça ajuda e apoio aos amigos e familiares, não tenha vergonha disso. Visite parentes, encontre amigos (de preferência os que também estejam solteiros), cultive amizades que por algum motivo se afastaram, etc. É importante manter-se cercado de pessoas queridas pois a pior companhia em momentos como este é a solidão.

2)    Cuide de sua saúde e bem estar. É normal não sentir vontade de comer, descuidar da aparência e querer passar o dia inteiro na cama de pijama. Mas lembre-se que tal atitude de entregar os pontos só irá te fazer mal, force-se a comer direito, dormir apenas o suficiente, fazer exercícios físicos, cumprir as obrigações e cuidar da aparência com mais esmero do que fazia antes do rompimento.

3)    Explore seu potencial. Muitas vezes os nossos talentos e crescimento natural são atrofiados por relacionamentos ruins. Aproveite o fim para começar a fazer coisas que sempre teve vontade, mas era impedido por estar namorando. Faça um curso de teatro, encontre aquelas amigas (os) que há muito não via por ciúmes da namorada (o), volte a perseguir antigos objetivos, etc.

4)    Pegando carona na dica anterior, um dos principais motivos de depressão pós – término é o espaço vazio que antigamente era preenchido pela rotina junto ao parceiro. Não raro as pessoas se pegam perguntando “o que vou fazer com meu sábado?”; “Com quem irei sair sexta à noite ou passar as tardes de domingo?”

A mudança nessas atividades faz parte da perda, aceitar é difícil, mas é preciso. Encare como uma oportunidade de fazer coisas novas e dedicar-se a atividades ainda não cogitadas como uma aula de teatro, aprender a tocar um novo instrumento, escrever um livro, sair com amigos, viajar para conhecer cidades vizinhas, estudar, etc.

5)    Foque sua atenção na vida profissional. Ao invés de deixar que o fim prejudique sua carreira ou estudos, use o trabalho como válvula de escape. Pode parecer difícil, mas com um pouco de esforço é possível concentrar todas as suas energias no trabalho evitando assim pensar na vida sentimental. Ao final de tudo você haverá superado o fim e ascendido na carreira.

6)    Evite mídias melodramáticas. Afaste-se de novelas da globo, filmes e séries sentimentais e/ou depressivas (dramas e comédias românticas), músicas baixo astral (Los Hermanos, Coldplay, Radiohead, Legião Urbana, duplas sertanejas, etc.) e tudo o mais que te dê vontade de cometer suicídio.

7)    Boa sorte e conte sempre com o Comofas.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !

3 replies to this post