Como trabalhar com autistas


Birmingham_opportunities_fair

As causas para o autismo ainda estão sendo estabelecidas pela ciência e sua cura total ainda não é conhecida. Porém, seus principais desafios são conhecidos por pais e educadores do mundo inteiro e cada vez mais vem se entrado em pauta de discussões as estratégias para lidar com esta condição.

Em geral o autismo pode ser detectado desde cedo, quando a criança ainda é um bebe. Essa síndrome se caracteriza para falta de interesse no próximo e na dificuldade em se colocar no lugar do outro. O ensino de crianças autistas precisa ser diferenciado já que é comum as distrações, fobias e até agressividade, conforma caso a caso.

Vejamos agora algumas definições oficiais do que é autismo e também algumas dicas para se trabalhar com autistas, especialmente crianças.

5299266366 baed1893c4 Como trabalhar com autistashepingting/Flickr

Definição oficial segundo o DSM-IV-TR

O Transtorno Autista consiste na presença de um desenvolvimento comprometido ou acentuadamente anormal da interação social e da comunicação e um repertório muito restrito de atividades e interesses. As manifestações do transtorno variam imensamente, dependendo do nível de desenvolvimento e da idade cronológica do indivíduo.

Dicas de como se trabalhar com pessoas autistas

  • Em primeiro lugar, o profissional que for trabalhar com autistas deve ter entre suas virtudes a paciência e a compreensão. Como se tratam de pessoas com problemas de interação social, deve-se se estar pronto para o imprevisto e para as dificuldades que apresentarão ao tentar se propor uma tarefa para o autista. Empatia não costuma funcionar com os autistas, justamente pela dificuldade se colocar no lugar do outro. É preciso saber que são pessoas que precisam de cuidados muito diferenciados de outras pessoas compreensivas.
  • Tarefas repetitivas e rotinas funcionam melhor com autistas. Eles não lidam bem com mudanças repentinas, por tanto programe tarefas que não apresentem alterações e que sejam previsíveis para eles. Ao longo da vida de um altista ele acaba por apresentar interesse por padrões numéricos, objetos que tenham funções repetitivas e até por detalhes que muitas vezes não damos atenção, como a rotina de um trem.

Seth F. Henriett Fajcsak Henrietta Autista Savant1.jpg1 Como trabalhar com autistasWwwsavant5mpeu/Wikimedia Commons

  • As tarefas propostas para altistas devem tomar uma boa quantidade de tempo para serem resolvidas. Tente trabalhar com objetos que estimulem visualmente e que também apresente algum tipo de desafio de raciocínio e coordenação motora.  Peças de encaixe, blocos de montar, quebra cabeças são alguns dos recursos que podem ser trabalhado, especialmente, com crianças altistas.
  • As atividades devem variar de acordo com a faixa etária do autista e de seu grau de autismo, porem todas as tarefas devem ter como objetivo o desenvolvimento de suas potencialidades de acordo com sua faixa etária, devem também lhe servirem de forma pratica e por fim proporciona-lhes independência.

Dicas para aperfeiçoamento

6162206912 05582e2191 Como trabalhar com autistasSCA Svenska Cellulosa Aktiebolaget/Flickr

  • Participe de cursos de extensão e workshops voltados para o tema. Os desafios são muitos e a troca de conhecimento é importante para o desenvolvimento de novas estratégias para se trabalhar com o autismo.
  • Se quiser conhecer mais sobre estratégias de ensino, o portal “Autismo BR” possui orientações e estratégias para quem vai lidar com a educação de crianças altistas. O endereço para a matéria é: http://www.autismo-br.com.br/home/Peda-2.htm

Cuidar de autistas é uma prova de amor e altruísmo, pois não se pode esperar um reconhecimento caloroso por parte da criança. A recompensa vem com as conquistas que poderão ser vistas como resultado do trabalho bem feito, em favor da qualidade de vida do outro.

Bom trabalho e boa sorte!

 (Imagem Destaque: Birmingham Culture/Wikimedia Commons)

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !