Como tratar bursite


256448000_74fb7aeef5

Bursa é uma bolsa com líquido interno, localizada nas articulações e funciona como um amortecedor de impactos dos movimentos que fazemos até mesmo inconsciente. Quando a Bursa inflama, a pessoa desenvolve a doença bursite, que ataca ombros, joelhos e cotovelos, embora qualquer parte do corpo que tenha Bursa pode-se desenvolver a doença.

A causa mais comum do desenvolvimento da bursite é o movimento repetitivo e excessivo e a dor causada por ela pode refletir em partes do corpo que nada tem a ver com o local inflamado.

Causas mais comuns

Dentre outras causas pode-se destacar traumatismos, lesões por esforço, gota, que são cristais de ácido úrico nas articulações, entre outros.

3171480592 58edb3fbcb Como tratar bursite

Via Flickr

Atenção para os sintomas

  • Dores
  • Inchaço
  • Inflamação
  • Movimentos comprometidos no local da inflamação

Como tratar

  • Não é recomendável que o tratamento seja feito por conta própria, até porque se a bursite se tornar crônica, o tratamento tardio pode ser mais incômodo para o paciente
  • A especialidade médica que cuida desses casos é a reumatologia, embora nada impede que um bom clínico geral inicie o tratamento, especialmente dos casos mais recentes
  • O tratamento se dá inicialmente através de repouso, analgésicos e anti-inflamatórios
  • Em casos mais crônicos e/ou complexos o profissional médico poderá recomendar infiltrações, fisioterapia e tratamento à laser

Cuidados Caseiros

Para os casos em que o atendimento médico é mais demorado, recomenda-se alguns cuidados em casa, que são:

  • Não se medicar por conta, principalmente gestantes
  • Repousar pelo menos a área afetada
  • Compressas com gelo no local pode proporcionar alívio
  • Evitar a atividade que seja a provável causa da inflamação
  • Exercício de alongamento moderados e leves
  • E procure um médico o mais rápido possível
6770685753 11165fe96d Como tratar bursite

Via Flickr

Advertência

Há uma confusão entre a dor da bursite e a dor relacionada a problemas cardíacos para alguns leigos. A dor que começa como uma pressão no peito apresenta reflexo nos braços e costas. Essa é mais uma forte razão para não substituir a consulta médica por exclusivamente tratamentos alternativos e automedicação.

Há tipos diferentes de bursites

  • Bursite Subdeltóidea, cujo início se dá subitamente.
  • Bursite Subdeltóidea Crônica é do tipo primária (comum entre 15 e 65 anos) ou secundário com dores mais frequentes geralmente após uma fratura.
  • As formas crônicas são aqueles casos em que a inflamação começa devagar e o paciente não a trata.
  • Bursite Subcoracóide desencadeia uma dolorosa limitação da rotação interna, enquanto que a rotação externa é possível se feita passivamente, com intensa dor.

Pós tratamento

Após a medicação anti-inflamatória e o período de fisioterapia, em média 6 meses após o início, o paciente precisa adquirir o hábito de exercitar-se de forma contínua, moderada e preferencialmente.

Tratamento natural para bursite

Alimentação enriquecida de vitamina B12, magnésio e cálcio são boas alternativas para evitar, minimizar a dor e auxiliar no tratamento.
Alimentos como aveia, banana, leite, grão de bico, iogurte e queijos, entre outros, além de alimentos anti-inflamatórios.

2272239145 140e005b2f Como tratar bursite

Via Flickr

Alguns exemplos de alimentos anti-inflamatórios

  • Alho, alho-poró, acelga, agrião, azeitona,  aipo, broto de alfafa, batata doce, brócolis, broto de feijão, cebolas, cenoura, couves, couve-flor, cogumelo, pepino, espinafre, nabiça, pimentões verdes, vermelhos e amarelos, além de repolho, rabanete, tomate, vagem
  • Frutas como abacate, abacaxi, amora, cereja, coco, acerola, açaí, framboesa, jabuticaba, kiwi, goiaba, groselha laranja, limão, lima, maçã, mamão, maracujá, morango, nectarina, pera, pêssego, romã, tangerina, uva
  • Peixes e frutos do mar, condimentos e especiarias como alecrim, açafrão, alecrim, canela, cravo, coentro, gengibre, salsa, tomilho, hortelã, menta, orégano, pimenta e  vinagre de maçã
  • Ainda Nozes e sementes, Óleos (azeite extravirgem e óleo de coco especialmente)
  • E bebidas como chá verde, preto, branco e vermelho e água de coco

Boa Sorte!

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar !